Vettel supera Hamilton na primeira volta e vence o GP da Bélgica



E Sebastian Vettel começa a segunda metade da temporada com o pé direito, o alemão conseguiu ainda na primeira volta superar seu rival no campeonato, Lewis Hamilton, e vencer de ponta a ponta a corrida de forma bem tranquila. Com a vitória de Vettel ele reduz a diferença para Hamilton que era de 24 pontos, para 17 pontos.

A corrida para a Ferrari só não foi perfeita pois viu Kimi Raikkonen ter que abandonar a corrida, após ter sido tocado por Daniel Ricciardo na largada e que acabou furando o seu pneu além de danificar a sua asa traseira, e por causa disso a Mercedes conseguiu ampliar a sua vantagem no campeonato de construtores, já que Hamilton e Bottas terminaram a corrida na segunda e quarta colocação respectivamente.

Logo atrás do líderes do campeonato, tivemos Max Verstappen que diante da sua torcida laranja que estiveram mais uma vez no circuito belga para apoia-lo, mostrou um excelente desempenho e conseguiu chegar no terceiro lugar, diferente de seu companheiro de equipe, Daniel Ricciardo que na largada acabou tocando em Raikkonen, também acabou sendo acertado por trás e com isso danificou por inteiro a sua asa traseira, a equipe até chegou a resolver o problema, porém ele não tinha chance alguma de sair da décima sexta colocação já que vinha à 1 volta atrás dos líderes e faltando algumas voltas para o termino da corrida a equipe preferiu retira-lo da corrida.

A largada em si foi literalmente uma carnificina, que envolveu diversos carros se batendo entre si, porém o mais serio foi o de Nico Hulkenberg da Renault que perdeu a freada da primeira curva e acabou acertando Fernando Alonso da Mclaren, que por sua vez voou por cima do carro de Charles Leclerc da Sauber, graças ao halo, nada aconteceu com o piloto da Sauber.

Assim como vários pilotos se envolveram na primeira volta em incidentes, Valtteri Bottas que largou na décima quarta posição, também se envolveu, e acabou danificando sua asa dianteira, e teve que parar nos boxes ainda na primeira volta, para trocar a asa dianteira, mas por sorte o safetycar foi acionado deixando o perto dos outros carros, com isso conseguiu durante a corrida ir se recuperando, e conseguiu terminar numa ótima quarta posição.

Se ontem (25) a grande surpresa do treino foi a dupla da Racing Point Force India, ficarem com a segunda fila, hoje na corrida conseguiram um excelente resultado, com Sergio Perez em quinto e Esteban Ocon em sexto lugar. Tal resultado que faz com que a equipe já assuma à nona colocação no campeonato de construtores ficando apenas 1 ponto da Sauber que ocupa a oitavo posição com apenas 19 pontos.

A dupla da Haas com Romain Grosjean em sétimo e Kevin Magnussen em oitavo. Para a equipe Haas o resultado foi excelente pois agora a diferença deles para a Renault que ocupa atualmente a quarta posição no campeonato de construtores, é de apenas 6 pontos, e eles tem tudo para assumir essa colocação nas próximas corridas.

Fechando o top 10, tivemos Pierre Gasly e Marcus Ericsson, que graças a alguns abandonos como o de Ricciardo e Raikkonen, conseguiram terminar na zona de pontuação.

A Renault que pela segunda vez nesta temporada ficou sem marcar pontos, já que Carlos Sainz terminou a corrida na décima primeira posição, enquanto Hulkenberg, acabou abandonando a corrida, porém mesmo com os dois carros na pista, o resultado não mudaria, pois em nenhum momento deste fim de semana a Renault mostrou ter um carro adequado para esse circuito, assim como a Mclaren que sem Alonso, viu Stoffel Vandoorne terminar a corrida na última posição daqueles que permaneceram na pista.


Share on Google Plus

About Raphael Carvalho

0 comentários:

Postar um comentário