Vettel voa baixo no Bahrain e crava a pole position, Gasly surpreende e faz o sexto tempo



E mesmo tendo ficado atrás de seu companheiro de equipe durante os treinos livres, Sebastian Vettel tirou o coelho da cartola no final do treino classificatório e cravou a pole position com direito a quebrar o recorde que era de Valtteri Bottas da Mercedes.

O piloto alemão da Ferrari, simplesmente voou baixo no circuito do Bahrain para conseguir superar seu companheiro de equipe, Kimi Raikkonen, que até então liderava a sessão, e por 0s143s a pole ficou com Vettel. Além disso essa volta perfeita de Sebastian Vettel, o coloca como o único piloto de toda a história do circuito a marcar tempo na casa de 1min27s.

Kimi Raikkonen que vinha desde os treinos de ontem superando Vettel, acabou não conseguindo fazer o mesmo no Q3, porém largará na primeira fila e se ele tiver ritmo e a Ferrari o deixar, poderá brigar pela vitória.

Atrás das Ferrari, tivemos a dupla da Mercedes com Valtteri Bottas em terceiro e Lewis Hamilton em quarto, e nesta classificação se comprovou aquilo que todos achavam, a Mercedes não tem um bom desempenho com os pneus super-macios, no entanto que durante o Q3, Hamilton reclamou dos pneus que ele não consiga extrair o máximo nos e setores. Bottas que como hoje amanhã terá uma grande pressão já que precisa tentar superar as Ferrari para ajudar Hamilton, pois o mesmo por causa da troca da caixa de câmbio perderá 5 posições no grid de largada de amanhã, e com isso vai largar na nona colocação com os pneus macios. Hamilton que é o único piloto do top 10 que irá largar com os pneus macios e por causa desse fato precisa muito que Bottas consiga superar as Ferrari para assim segurar o ritmo delas e fazer com que Hamilton fica próximo e possa supera-las na estratégia.

A Red Bull por sua vez não teve uma classificação muito boa, pois Max Verstappen acabou cometendo um erro no Q1 e bateu o carro causando danos na suspensão dianteira esquerda do seu carro, e sem participar do Q2, ele irá largar na décima quinta posição, enquanto Daniel Ricciardo ficou com o quinto tempo e por causa da punição de Hamilton, largará na quarta posição, na segunda fila ao lado de Valtteri Bottas.

A surpresa da sessão ficou com a Toro Rosso, que teve Pierre Gasly fazendo um excelentíssimo sexto tempo e Brendon Hartley fazendo o décimo primeiro. Gasly que larga amanhã na quinta posição. Porém como sabemos a Toro Rosso utiliza os motores Honda, então a uma certa cautela sobre o rendimento que eles deverão ter amanhã na corrida.

Kevin Magnussen da Haas fez o sétimo tempo e por 0s029 não conseguiu superar Gasly, mas mostrou que para a corrida ele irá brigar pelos primeiros pontos da equipe.

Fechando o top 10 tivemos a dupla da Renault com Nico Hulkenberg em oitavo e Carlos Sainz em décimo e entre eles Esteban Ocon da Force India.

A dupla da Mclaren teve um desempenho muito pifo que lembrou aquele que eles tinham na época que usavam o motor Honda, com Fernando Alonso em décimo terceiro e Stoffel Vandoorne em décimo quarto, o que não é muito bom pois acabaram sendo superados pelos dois carros que utilizam os motores Honda que até então era o maior culpado pela desgraça da equipe de Woking, porém como diz o ditado 'treino é treino' e o que realmente importa é se amanhã eles conseguiram terminar na zona de pontuação como fizeram na Austrália.

A Williams de fato até aqui mostrou que vai literalmente brigar no fim do grid com a Sauber, Sergey Sirotkin fez apenas o décimo oitavo tempo e por muito pouco não foi superado por Charles Leclerc que fez o décimo sétimo tempo, Lance Stroll ficou com o pior tempo da sessão.



Share on Google Plus

About Raphael Carvalho

0 comentários:

Postar um comentário