Vettel afirma que a Ferrari está cerca de 0,4s atrás da Mercedes


E nesta quinta-feira (5) no Bahrein, o alemão da Ferrari, Sebastian Vettel afirmou que acredita que mesmo tendo vencido o GP da Austrália a Ferrari está cerca de 0,4s atrás da Mercedes. 

Vettel que venceu Hamilton na primeira etapa do ano graças a um safety car virtual e a perfeita estratégia da Ferrari , contudo ele garantiu que o triunfo contou mais com a sorte do que com o desempenho de seu carro.  

"Se olharmos para o ritmo dos testes e da primeira corrida, ficou muito claro que a Mercedes tem o carro mais rápido, que provavelmente tem uma diferença que varia entre  0s3 e 0s4 para nós ", disse o piloto da Ferrari. 

"Essa diferença foi a que vimos na corrida. Claramente, Lewis estava controlando seu ritmo no início, e quando precisou abrir diferença conseguiu. Ele tinha, tempo na mão, essa é a resposta mais justa que posso dar".

Sobre o treino classificatório do GP da Austrália onde Hamilton conquistou a pole position sendo cerca de 0,6s mais rápido que Kimi Raikkonen que marcou o segundo melhor tempo, Vettel disse que isso não reflete a real diferença, pois tanto ele quanto Verstappen, da Red Bull, cometeram erros em suas voltas e caso isso não acontecesse eles estariam mais próximos de Hamilton. Além disso o alemão foi questionado se a diferença que ele disse que a Mercedes tem sobre eles seria em classificação ou em corrida. 

"A diferença que mencionei é no geral. Na classificação (GP da Austrália) a diferença foi um pouco maior do que provavelmente seria. Acredito que se você olhar para o treino classificatório por inteiro, vemos que no Q2 em particular a Mercedes e Lewis não conseguiram acertar a volta,  porém no Q3 ele conseguiu acertar a volta". 

"Acho que Max assim como eu, cometeu um pequeno erro no Q3, e isso mostra que podíamos estar um pouco mais próximos de Lewis" - concluiu Vettel. 

Kimi Raikkonen por sua vez afirmou que seu interesse é zero em querer tentar adivinhar onde eles estão e disse que o que realmente importa é depois da corrida. 

"Eu não tenho interesse em começar a adivinhar onde estamos, ou qual é a diferença na classificação, existe tantas coisas que podem mudar isso, só dizer que faremos o nosso melhor  e veremos onde conseguimos terminar". 

"A parte mais importante é o domingo depois da corrida, onde quer que tenhamos terminado. Ficarei feliz em ter dois segundos de folga se vencermos todos os domingos. Os sábados são bastante irrelevantes de certa forma e por isso não ligo muito " - concluiu o finlandês. 


Share on Google Plus

About Raphael Carvalho

0 comentários:

Postar um comentário